sexta-feira, setembro 12, 2014

Anoitecer

Tecer o amor.
Depois tecer
a dor
de o amor ter sido.

Amortecer a queda.

Amor só é suave
na subida: canção de harpa.

O inverso
é farpa.

2 comentários:

Fernanda Fraga disse...

Simone, ando encantada com teus escritos, que bom que convidou-me para tua página e acabei por conhecer teu blog.

Um beijo,
Fernanda Fraga.

Nerito disse...

O contrário rasga. Sua poesia rasga com suavidade. Seria qual navalha, mas é mais. Como disse, uma força de rasgar a realidade quase carinhosamente...